quarta-feira, 10 de junho de 2015

Vazio...


Não sei como começar... Não estás cá, mas estás... Há um vazio que está preenchido mas não está... Antes acordava e não pensava em ti, porque estavas a meu lado, agora acordo e a primeira pessoa que penso é em ti...

Li algures, há muitos anos atrás que "O Amor é como um perfume, quem o tem já não o sente, sente quem se aproxima..." Para mim, cada vez mais esta frase faz sentido. Viver com o Amor e para o Amor é algo que para mim já é tão natural que não o sinto, mas quando uma parte de mim se distância, percebe-se que o Amor está lá, sempre esteve...

São apenas alguns dias, que parecem uma eternidade, ouvir a tua voz é um conforto, é como preencher a lacuna da saudade. És tão chatinho para mim, pregas-me tantas partidas, tantas brincadeiras, mas até disso tenho saudade... :) 

Não quero estar em casa, ela está tão cheia, mas tão vazia... É impensável viver assim, falta aqui alguém que preenche a casa e o coração. Falta o riso, a lágrima de alegria e tristeza, o desabafo, o abraço ao sair de casa e o beijo na chegada.

Falta o jantar, o bom apetite, o dorme bem e o até amanhã... Faltam as palavras de animo, de doçura logo pela manhã... A preguiça de um novo dia e as promessas de um amor eterno...

Faltas tu, para completar o vazio...

2 comentários:

  1. Aie que o amor é tããããão liiiiindo! *.*
    Beijinho Dany.
    /a mesma de sempre ;)

    ResponderExcluir